Cada vez mais mulheres me procuram para “indução do parto” (não considero este o termo mais adequado, preferindo chamar o tratamento depromoção do trabalho de parto), uma vez que preferem um método mais “natural” do que a via química.

Ainda que este seja um método mais “natural”, não deixa de ser uma intervenção, fora do tempo da mãe e do bebé. As investigações sugerem que no momento em que o bebé está pronto para a vida fora do útero, liberta uma hormona que dá sinais às hormonas maternas para iniciar o trabalho de parto. Quando ambos estão prontos, o processo inicia-se. Além disso as datas prováveis de parto, são estimadas e não exatas e daí ser injusto para a mãe e bebé que se queira induzir sem motivos válidos.
É importante que os casais sejam devidamente informados das reais necessidades da indução e dos possíveis “riscos”.

O papel da acupuntura é de ajudar a promover as contrações uterinas, o amadurecimento do colo do útero e dilatação. Além disso é muito importante aliviar a tensão da mãe, avaliar os níveis de stress e ansiedade, frutos do próprio cansaço, vontade de conhecer o bebé, acrescido da pressão social e médica.
Apesar de muitas mulheres entrarem em trabalho de parto após o primeiro tratamento, o mais comum é ser ao fim do 2º ou 3º e por isso se deve iniciar uns dias antes da indução marcada para termos um tempo razoável para preparar o corpo, idealmente após as 41 semanas. Estes tratamentos deverão ser o mais consecutivos possíveis.

Deixo alguns testemunhos de mamãs que recorreram e me enviaram feedback.

“Procurei-te num momento de ansiedade, amor e insegurança. Sonhei 9 meses com um parto despoletado naturalmente e vi-me obrigada às 40 semanas a assinar um termo de responsabilidade depois de no hospital me recomendarem ficar para induzir o parto. Procuraste dentro do teu conhecimento dar-me um caminho diferente. Uma opção que no meu entender veio resolver tudo. Avancei de coração expectante para umas sessões de acupuntura com moxa para despoletar as contrações e ver se o Afonso resolvia vir conhecer os pais. Dedicaste-te com todo o empenho numa altura em que seria de esperar que estivesses a programar e viver a passagem do ano. Estou-te grata pela dedicação e carinho com que me trataste! O que é certo é que após 2 sessões o Afonso decidiu por si vir conhecer o mundo no primeiro dia do ano! Ano novo vida nova, nunca nos esqueceremos da tua ajuda. obrigada por tudo”
Ana Diniz

“Estava já com 40 semanas e 1 dia quando decidi experimentar a promoção do trabalho de parto com acupuntura. Por ter tido uma cesariana com a minha primeira filha não poderia induzir o parto e já tinha a cesariana marcada para uns dias depois. Decidi experimentar a “indução” com acupuntura e bastou apenas uma sessão para obter o tão desejado efeito. Nessa mesma noite comecei a sentir contrações e de madrugada iniciou-se o trabalho de parto. Comigo funcionou na perfeição e é uma excelente opção para evitar as induções através de medicação”.
Margarida Montenegro

Recent Posts

Leave a Comment