Gostei muito deste texto, aliás, gosto muito de todos os textos que a Crsitina do blog mimami escreve.
Recomendo a leitura 😉

“Quando um bebé nasce, muda tudo. Acabam-se as noites bem dormidas, a liberdade, ganham-se novas responsabilidades. Parece uma escolha absurda que a biologia nos obriga, a bem da preservação da espécie. Escrevo a propósito da noite de ontem.

Nunca fomo​s de grandes celebrações na passagem do ano. Festa com hora marcada, tudo caro fora de casa, muito sono à meia-noite. Todos os anos a indecisão sobre o que fazer e acabávamos sempre por passar no conforto do lar. Uma​s vezes ganhámos coragem para ver o fogo-de-artifício, noutras nem por isso.
Mas no ano em que o Gui nasceu, sentia-me em prisão domiciliar. Não que eu quisesse sair, simplesmente não queria estar ali, a comer as 12 passas enquanto ele mamava os 12 goles de leite. Tirámos uma foto, para marcar o dia diferente. Em 2016, com 4 anos, teria sido possível ficar até à meia-noite, sair para ver o fogo-de-artifício, e sei que ele iria adorar. Mas estamos com a Bia nos braços! Passámos para 2017, enfiados na cama no escuro, Bia a mamar, comemos as passas, olhámos para trás, desejámos coisas boas para o futuro e… fomos dormir, que os putos têm um despertador natural incorporado.
Hoje escrevo para ti, mãe de primeira viagem, que ficas angustiada ao sentires essa prisão. Porque nem sempre a vida de mãe é aquela com que imaginámos que seria e há alturas em que questionamos as nossas escolhas. Que o ano de 2017 te traga serenidade e muitas gargalhadas com o teu bebé. Ele vai crescer, todas as dificuldades vão passar e dar lugar a novos desafios a cada dia. Vais olhar para trás e ver que o amor tudo compensa.
Por isso, 12 passas, 12 desejos, todos eles envoltos em ternura e carinho. <3”

Recent Posts

Leave a Comment